BARÃO DO RIO BRANCO - ESCOLA ESTADUAL - MANAUS


No dia 1 de maio de 2011, comentei neste blog sobre a Escola Estadual Barão do Rio Branco. Naquele ano, era tudo muito novo para mim em termos do trabalho "de caçar bibliotecas", a visita à essa escola havia gerado as condições para a criação de um dos primeiros posts sobre biblioteca escolar.

Nesse ano de 2015, decidi visitar novamente o espaço para observar se haviam acontecidos avanços na Escola e nos serviços de sua biblioteca.


Em 2011 a biblioteca não permanecia com suas portas abertas, ou pelo menos acessíveis. Abria apenas quando necessário a realização de alguma atividade. Nesta nova visita pude constatar que neste aspecto nada mudou, ainda se faz necessário a intervenção de um funcionário da Escola para que se possa ter acesso ao ambiente da biblioteca.


A Escola Estadual Barão do Rio Branco, infelizmente não dispõe da presença de um profissional bibliotecário. Apesar de dispor do espaço físico, percebe-se a necessidade de intervenção em termos de projetos e serviços voltados para a dinamização da biblioteca.


A Escola foi fundada em 1905, seu nome presta homenagem a José Maria da Silva Paranhos Júnior, o Barão do Rio Branco. Sua clientela atual é formada por alunos do ensino fundamental.


Em termos de infra-estrutura a Escola possui um laboratório de Informática com capacidade para receber aproximadamente 30 estudantes. A sala é climatizada, possui computadores, mesas, cadeiras. Não há porém acesso a Internet.


Quando visitei a Escola em 2011, soube da existência de uma sala para práticas de incentivo à leitura, onde aconteciam ações de contação de história e mediação de leitura, por isso nessa nova visita, me ofereci gratuitamente para  realizar uma atividade com as crianças utilizando meus livros LIA SEMPRE LIA e LEO E SEUS AMIGOS, OS LIVRINHOS, contudo a atual gestora me pediu para solicitar autorização da Coordenadoria Distrital I...ou seja, muita burocracia...

Agradeço à professora Amy Olimpio Santos (comigo na foto) pela gentileza em proporcionar acesso à biblioteca e por sua simpatia. 

No dia 24 de maio de 2010, a  Lei 12244/10 que dispõe sobre a universalização das bibliotecas escolares no Brasil completará cinco anos, se pode constatar contudo que ainda não foi levada à sério...

Fotos: Soraia Magalhães
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário