AS BIBLIOTECAS MAIS ASSUSTADORAS DO MUNDO

Iniciei uma nova seção no Caçadores de Bibliotecas que recebeu o nome de Bibliotecas nos blogs dos outros, contudo a ideia me rendeu na noite anterior, além de uma baita insônia, a maior sensação de medo, pois ao ler a matéria "As Bibliotecas mais assustadoras do mundo" postada no Blog do Curioso, fiquei tão assustada que comecei a sentir a presença de algo estranho enquanto escrevia. 

Sou assim mesmo, muito medrosa, porém adorei a postagem e claro, fiquei sonhando em conhecer as bibliotecas assustadoras. A postagem foi feita para comemorar o dias das bruxas! E de acordo com Marcelo Duarte, editor do Blog do Curioso, a informação vem do site norte-americano Online Education Database


TEXTO EXTRAÍDO DO BLOG DO CURIOSO 

Marsh´s Library (Dublim, Irlanda)
Esta foi a primeira biblioteca pública da Irlanda, construída em 1701 pelo arcebispo Narciso Marsh. O aterrorizante é que o interior da construção não mudou quase nada desde então, sendo a visita ao prédio praticamente uma volta ao tempo. Nem os livros mudaram de lugar: os que estão lá desde o século 18 permanecem ainda na mesma prateleira. Outra coisa assustadora na biblioteca tricentenária são as chamadas “gaiolas”. Trata-se de cômodos isolados que eram reservados para aqueles que quisessem ler os livros mais valiosos. Os leitores eram trancados nas “gaiolas” enquanto folheavam as relíquias, para que não houvesse chance de elas serem roubadas.

State Library of Victoria (Melbourne, Austrália)
Construído em 1856, este é um dos prédios mais tradicionais de Melbourne. Ele é tão histórico que uma lenda já caiu na boca do povo. O que dizem por lá é que o fantasma de uma bibliotecária chamada Grace assombra a ala de livros infantis, e o espírito de um homem de bigode é o guardião da estante de partituras de piano. As assombrações não param por aí: as dependências mais antigas do prédio, fechadas para o público, abrigariam a alma penada de uma criança; videntes já sentiram a presença de uma alma maligna na sala S-200; objetos já foram vistos se deslocando sozinhos na ala dos jornais; e flashes de luzes apareceram nos degraus das escadas. Como se não bastasse, há outros 20 casos de aparição de espíritos na biblioteca registrados na cidade.

Kimberley Africana Library (Cabo Norte, Africa do Sul)
Muitos que visitam esta livraria dizem ouvir passos, mesmo quando não há ninguém por perto. A assombração é atribuída a Bertrand Dyer, o primeiro bibliotecário do local, que se suicidou ingerindo uma dose de arsênico. Testemunhas também já disseram ter visto a figura de um homem vestindo trajes do século 19 passeando pelos corredores, e de terem presenciado a queda espontânea de livros das prateleiras. Outra história arrepiante relacionada à biblioteca é a de uma explosão em uma mina de ouro em um terreno adjacente, no final do século 19. Mais de 200 mineiros morreram soterrados, e suas almas estariam, até hoje, aprisionadas à terra. Assustador!

Biblioteca Pública de Morelia (Michoacán, México)

Dizem que o espírito da Dama Azul persegue os funcionários desta biblioteca no México, construída no século 16. Trata-se de uma freira espanhola lendária que era conhecida por conseguir estar em dois lugares ao mesmo tempo. O próprio diretor da instituição, Rigoberto Cornejo, já assumiu a um jornal local que, todo dia que vai embora do trabalho, ouve passos o seguindo. Em 1996, a bibliotecária Socorro Ledezma não aguentou o terror: pediu demissão depois de ter sentido um vulto em suas costas soprando em sua orelha.

Bristol Central Library (Bristol, Inglaterra)

Os fantasmas de figuras clericais parecem gostar de assombrar bibliotecas. Esta construção britânica leva a fama de receber visitas constantes do espírito de um monge de túnica cinza que assombra a Catedral de Bristol, vizinha a ela. O intuito das visitas seria o estudo de livros sobre teologia.


Conheça todas as bibliotecas da lista aqui.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

4 comentários

Clique aqui para comentários
Obrigado pelo seu comentário