MUSEU MUNICIPAL DE FARO - PORTUGAL


Faro é uma cidade encantadora com seu centro histórico envolto por muralhas, arcos, praças, estátuas, igrejas e casarios preservados, destes muitos transformados em belas instalações comerciais. A cidade dispõe do Museu Municipal de Faro que é um dos mais antigos da região.


Criado em 1894, o Museu Municipal de Faro passou por outros edifícios até ser transladado ao espaço atual, que consiste no antigo Convento de Nossa Senhora da Assunção. 


As origens do edifício remontam o ano de 1519 e sua construção somente foi concluída em 1548, quando foi integrado ao um sistema de clausura. É um lugar muito especial e gostei particularmente do telhado e das gárgulas que se projetam criando um atmosfera fantástica ao ambiente.


Declarado Monumento Nacional em 1948, o edifício foi inaugurado como museu em 1973 e utilizado também como Biblioteca Municipal até 1986. 


Percorrendo o grande edifício, é interessante pensar no local como clausura e imaginar como seria a vida das freiras que ali viveram.


Em se tratando das atrações o Museu Municipal de Faro apresenta cinco exposições permanentes intituladas: Sala Islâmica, Os Caminhos do Algarve Romano, Os Rostos de Oceanus, Pintura Antiga dos séculos XVI a XIX, O Algarve encantado na obra de Carlos Porfírio. Quando visitei o Museu em julho de 2015, a Sala Islâmica estava fechada para ajustes. 


Estava sozinha ao visitar as salas reservadas para a exposição A Pintura Antiga, confesso que sentia um pouquinho de medo talvez por ser um ambiente um tanto escuro. O certo é que estão ali reunidos um conjunto de 63 pinturas que retratam obras do séc. XVI ao XIX, em diferentes estilos. 


O Museu Municipal de Faro possui peças de valor histórico inestimável, como por exemplo o Mosaico Romano que retrata o deus Oceanus, bem como os bustos imperiais de Adriano e Agripina.


O Museu possui amplo acervo arqueológico, que permite o estudo de elementos da pré-história, período romano e medieval no ambiente geográfico de Faro. 


Há um pequeno auditório (talvez fosse em tempos passados uma capela?) O espaço creio, serve nos dias atuais para a realização de reuniões, encontros e atividades culturais?


A visita ao Museu foi muito produtiva e consegui inclusive adentrar o espaço da pequena biblioteca, ou melhor, do Centro de Documentação, que dispõe de acervo formado por livros e documentos especializados nas áreas da Arqueologia, História e Museus. Há um catálogo online que pode ser acessado aqui .


Gostei muito! As exposições são bem interessantes, porém gostei especialmente do espaço arquitetônico do Museu e creio que esse pode ser considerado elemento significativo ao se optar por fazer uma visita.

Fotos: Soraia Magalhães
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário