MUSEU ROMÂNTICO - SITGES - ESPANHA


Sitges é uma pequena cidade localizada cerca de 35 quilômetros ao sul de Barcelona, na Espanha. Possui lindas praias, clubes noturnos e um centro histórico com casario de "tirar o chapéu". A cidade é famosa por seu Festival de Cinema, carnaval e por ter relação aberta com a diversidade sexual. Possui vários museus, dentre os quais, o Museu Romântico.


O Museu Romântico está localizado em uma enorme residência chamada outrora Casa Llopis. Construída em 1793, era a mansão de uma família abastada que habitou a residencia por várias gerações. 


O edifício apresenta formas neoclássicas com pouca ornamentação, dispõe de um pátio central, onde a principal escadaria dá acesso ao andar principal. Percorrendo a residência se pode ter uma ideia de como viviam as famílias acomodadas no século XIX, por meio das instalações, decoração e móveis. 


Aspectos do movimento romântico estão presentes na decoração dos ambientes compostos por objetos e móveis harmoniosamente montados.  


A casa foi doada em 1935 pelo último herdeiro, que cedeu o espaço para que fosse transformado em um museu.  Foi aberto ao público em 1949. 


O ambiente oferece uma ampla visão do luxo adotado para gerar beleza e conforto através dos lustres, castiçais, candelabros, cortinas, cadeiras acolchoadas e outros. 



No segundo piso do Museu estão alojados uma impressionante coleção de bonecas. A coleção reúne mais de quatrocentas bonecas de vários países. Algumas com expressões muito curiosas. 




Entre outras atrações, o Museu Romântico apresenta uma série de dioramas que ilustram episódios da vida no século passado e as tradições da Catalunha. 




O Museu possui o espaço de uma biblioteca. O lugar porém é restrito e se pode vislumbrar apenas de uma área superior, ao longe. Os mobiliário das estantes, os arcos do recinto se destacam, porém a pouca iluminação dificulta uma boa reprodução fotográfica.

 

O Museu Romântico é um espaço muito especial da cidade de Sitges, um recanto agradável para entender como viviam os donos da riqueza. Arquitetura, mobiliários, peças diversas marcam memória e tempo.

Fotos: Peter Janzon
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário