CAFÉ MUSEU EM KIRUNA - HJALMAR LUNDBOHMSGÅRDEN - SUÉCIA


Instalado onde outrora foi a casa do primeiro gerente da Luossavaara-Kiirunavaara Aktiebolag - LKAB, empresa de minério de ferro da Suécia, o Café/Museu Hjalmar Lundbohmsgården conta por meio de imagens fotográficas muito da evolução de Kiruna.


A grande casa atualmente funciona como espaço para café e eventos. Os compartimentos trazem imagens de vários tempos da vida da cidade, bem como móveis e animais empalhados.


Na imagem abaixo o gerente de Johan Olof Hjalmar Lundbohm, que foi o primeiro gerente da LKAB em Kiruna. Ele é considerado um dos fundadores da cidade.


Há muitas imagens de pessoas em situações de pobreza nos primeiros anos da cidade (fundada em 1900). As habitações sem condições de suportar o inverno rigoroso, as famílias numerosas e muito das atividades relacionadas a empresa mineradora foram registradas. 


Johan Lundbohm possuía uma biblioteca. As imagens abaixo mostram essa sala composta por entre outras coisas, uma sólida mesa e livros. O local está fechado para visita, se pode observar o espaço somente através de uma vidraça. 


Causa certo mal estar observar peles de ursos servindo de tapetes e enfeites na casa, contudo é importante compreender que faz parte de uma prática do passado. Não creio que seja mais comum a utilização de animais para esse fim nos dias atuais.


A casa possui muitas janelas. O inverno torna a vista por meio destas, adoráveis. Com a neve caindo e a iluminação própria do período natalino, o local pode ser muito interessante para pessoas que como eu, nunca haviam sentido o frio de forma tão intensa.


O Café Museu (Hjalmar Lundbohmsgården) é um lugar interessante, contudo sem grandes recursos tecnológicos. O importante é saber que ao visitá-lo é possível adentrar uma das mais antigas casas da cidade, observar móveis e imagens. O bom é se além de visitar o ambiente, puder usufruir do café e acompanhamentos que são ali servidos. Para visitar o local é preciso pagar uma pequena taxa.

No próximo post saiba sobre a Biblioteca Pública de Kiruna...

Fotos: Soraia Magalhães
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário