CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL - BELO HORIZONTE


Integrado a outros espaços do Circuito Cultural da Praça da Liberdade, o Centro Cultural Banco do Brasil - Belo Horizonte, foi inaugurado em 27 de agosto de 2013. O imponente prédio é tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais e possui seis andares.


Em termos arquitetônicos, chama a atenção a belíssima escada do hall de entrada harmonizada com vitrais ao fundo, porém tudo é tão bonito e austero que pode gerar uma sensação de falta de pertencimento logo nos primeiros instantes...vale a pena adentrar e romper barreiras. O lugar é para ser usado!


Visitei o Centro Cultural Banco do Brasil Belo Horizonte, em fevereiro de 2014, naquele período havia apenas duas salas de exposições permanentes localizadas no segundo andar do edifício. Trata-se do Salão Nobre e o Gabinete do Secretário, onde são apresentados  mobiliários das décadas de 20 e 50. 


Apesar de na época não dispor de outras atrações, o Centro Cultural conta com áreas para exposições temporárias, um teatro com capacidade para 264 pessoas e demais dependências que favorecem a realização de atividades culturais diversas.


O local foi no passado a Secretaria de Segurança e Assistência Pública, três de seus andares estão ainda em fase de reformulação.


Uma das atividades mais bacanas que vivi neste dia, aconteceu durante a apresentação dos jovens que atuam no Educativo do Centro Cultural. Eles contaram belíssimas histórias utilizando recursos cênicos, com musicalidade e muita graça.


 O edifício possui confortável infra-estrutura com ambientes de convivência, lazer, alimentação.  Há no local o restaurante Café com Letras e o Soul Café, instalados no chamado pátio, local que oferece uma boa visão das janelas internas do prédio iluminado por um teto de vidro. 


O CCBB BH não possui biblioteca, tomara que exista proposta para a construção de uma no projeto final. Espero que siga o exemplo do CCBB Rio que tem uma biblioteca muito bonita e que recebe diariamente muitos usuários.


Mas, no tocante aos livros, o CCBB BH possui a Livraria da Praça, local em que minha filha Camila Magalhães trabalhou como livreira. Ela não quis ser bibliotecária, mas ama livros!



Encerro esse post com  fotos da passagem por esse lugar, que realmente creio, fará toda diferença no ambiente cultural de Belo Horizonte. Uma pena não ter feito nenhuma foto junto com Camila...mas fiz fotos dela, junto com sua amiga Jéssica, ambas em atividade na livraria.

Horário de visitação: quarta a segunda, das 9h às 21h (fechado às terças-feiras)



Fotos: Soraia Magalhães e Camila Magalhães
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário