BRAGANÇA, PARÁ - ARCA DAS LETRAS - PARTE I


No mês de abril, encerrei minhas atividades junto ao Programa de Bibliotecas Rurais Arca das Letras com ações absolutamente enriquecedoras. Um desses momentos, aconteceu em Bragança, no estado do Pará, cidade cercada por relevantes belezas naturais e arquitetônicas.

  
O objetivo de trabalho foi contribuir com as ações que a prefeitura de Bragança tem realizado em prol do fortalecimento da juventude que, entre outras coisas tem focado nas práticas de incentivo à leitura.


Em abril de 2013, a Prefeitura, em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Agrário - MDA, por meio do Programa de Bibliotecas Rurais Arca das Letras, implantou em comunidades do município, 50 bibliotecas arca. A ideia agora é avançar com mais 50 novas bibliotecas, sem contudo deixar de pensar estratégias para consolidar o que já foi realizado. 

Para isso a Coordenação Municipal da Juventude criou uma série de estratégias dentre as quais o Festival Circulo da Leitura que consiste em ações que serão realizadas visando promover capacitação para os agentes de leitura e interessados em geral do Programa Arca das Letras.  

Foram três dias passados em Bragança, onde realizamos entre outras coisas, atividades de monitoramento de bibliotecas, buscando acompanhar as experiências que estão dando certo, como a da Comunidade Ajuruteua sob a responsabilidade da Eliana, agente de leitura que ampliou o acervo e possui uma Arca em sua casa desde 2005 e que mesmo após tantos anos continua motivada em auxiliar os moradores da sua comunidade quando ao acesso ao livro.



A economia de Bragança tem forte atuação no setor pesqueiro, mas também atividades extrativistas e com forte vocação para o turismo por seus recantos naturais, culturais e por seu belo patrimônio histórico.
 

A cidade apresenta paisagens lindas...na imagem abaixo, se pode observar que o morador de uma das vilas criou em sua casa, um espaço para exposição utilizando elementos da natureza... 


No período em que visitei a cidade, estava prevista a realização de uma oficina de fantoches (do projeto Circulo da leitura) em uma escola da zona rural que dispunha de uma biblioteca arca. O objetivo era ensinar o passo a passo na confecção de bonecos para posteriormente serem usados nas ações de incentivo à leitura. 


Pela parte da manhã, crianças e adultos participaram da oficina que seria concluída somente no dia seguinte quando seriam ensinados os procedimentos sobre teatro com bonecos visando estimular a leitura...


A oficina envolveu manuseio de matérias como esponja, cola, tesoura, arame e apetrechos como perucas coloridas, que as crianças adoraram...


A experiência foi muito interessante e sobre o tema farei outro post contando sobre ações de incentivo à leitura em Bragança, bem como da alegria de poder apresentar Lia sempre lia para uma turma de estudantes da zona rural...


Bragança foi uma agradável surpresa. Uma cidade cercada por água...(eu como amazonense gosto muito). Deixo imagens que  registram nossa visita a Vila de Pescadores. Existem bibliotecas arca instalada em tais lugares...

Bragança está localizada a 210 quilômetros de Belém, capital do Pará. Parabenizo a atuação da Prefeitura de Bragança (em especial ao Padre Nelson Magalhães), e deixo um abraço todo especial para os amigos que me cativaram: Ivaneide Ramos, Edenilson Monteiro (Pipoca), Lidenilson Silva e PC.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário