TALLINN CENTRAL LIBRARY - BIBLIOTECA PÚBLICA DE TALLINN - ESTÔNIA


Estando na Suécia e tão perto da Estônia não poderia perder a oportunidade de viver mais uma experiência no campo das bibliotecas públicas, nesse caso, em um país que viveu marcado pelo regime socialista, da ex-União Soviética.


Tallinn, capital da Estônia possui um centro histórico belíssimo que foi declarado patrimônio cultural da humanidade pela UNESCO. Sua Biblioteca Pública, está localizada relativamente perto dos mais badalados pontos turísticos.

Funciona num belo e austero edifício que concentra os elementos essenciais para o funcionamento de uma biblioteca pública. O local, passou por uma reforma entre os anos de 2000-2001 e está  hoje, em excelente estado de conservação.


Possui bonitas salas para o atendimento de crianças com acervo de livros e acesso a equipamentos eletrônicos. Durante o período em que visitava o espaço, algumas crianças faziam uso dos computadores.


Ao visitar esse departamento, Peter e eu, conversamos com a jovem bibliotecária Maarja Pindre que após prestar várias informações sobre a Biblioteca e o funcionamento desse setor, ao saber da luta dos amazonenses, no Brasil, por sua Biblioteca Pública, se mostrou também solidária ao Movimento ABRE BIBLIOTECA*.



A Biblioteca recebe uma quantidade expressiva de usuários no setor infantil, de acordo com Maarja, cerca de 200 a 250 pessoas diariamente, distribuídas entre crianças e adolescentes.

Após esse momento, que foi muito especial, seguimos para a área de referência, onde fomos muito bem recebidos pela Bibliotecária Brigitta Kivisaar que nos acompanhou em outras seções da Biblioteca, prestando informações sobre diversos serviços, espaços e acervos e ainda sobre a área biblioteconômica em seu país.




A Biblioteca Pública de Tallinn, funciona de segunda a sexta das 10 às 19 horas e aos sábados de 10 às 17. Somente no salão de empréstimo de livros, recebe cerca de 400 usuários por dia. Os livros podem ser emprestados por 20 dias e renovados, se for do interesse do usuário.

O local é belíssimo e o destaque fica por conta de três grandes lustres que iluminam a área reservada para o balcão de atendimento e o ambiente entre as estantes.



A Biblioteca possui um espaço reservado para a guarda de livros raros e históricos. Numa sala do andar superior (se sobe por uma escada de ferro em formato de caracol), estão guardados em estantes envidraçadas, livros que podem ser consultados apenas no local. O espaço serve também para encontros e reuniões de pequenos grupos.





Um dos lugares que mais gostei,  foi o espaço reservado para o acervo de áudio visual que está disponível para todos, inclusive crianças. Muitos dos discos, cds, dvds, podem ser emprestados e há equipamentos para o uso no local. É como uma pequena locadora de dvds,daquelas que haviam tantas no Brasil, sendo que esse material está acessível sem nenhum custo.



Em vários momentos dessa visita, não pude deixar de comparar com a realidade que conheço em termos de bibliotecas públicas, especialmente com a situação do estado do Amazonas, Brasil.

Enquanto via essa Biblioteca, lembrava da cor e da arquitetura antiga, da Biblioteca Pública do Amazonas (tem alguma semelhança com essa) e quando soube que a reforma da Biblioteca de Tallinn havia durado apenas um ano....não pude deixar de pensar que há algo de muito errado com a nossa, que já dura mais de 5 anos.

Ao revelar que nossa Biblioteca Pública do Amazonas está fechada há tanto tempo, conseguimos sempre sensibilizar às pessoas para que também auxiliem e ajudem no grito de ABRE BIBLIOTECA. E foi assim que consegui a adesão também da bibliotecária Brigitta Kivisaar para a nossa luta.


Aproveito para agradecer às bibliotecárias Maarja Pindre e Brigitta Kivisaar por prestarem informações  sobre seu trabalho, sobre sua Biblioteca e também por contribuírem com nossa causa, na luta pela reabertura da Biblioteca Pública do Amazonas. Para elas, agradeço em estoniano: AITÄH!!!


P.S Um dado curioso, que quase ia esquecendo diz respeito as diferenças línguisticas. Eu, por exemplo, acreditava que a palavra biblioteca, era igual ou semelhante em todos os idiomas. Não é!!! Em estoniano biblioteca se escreve: raamatukogu.

* Para saber mais sobre o Movimento ABRE BIBLIOTECA veja a lista de seções na lateral direita do Blog!


Fotos: Peter Janzon
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

1 comentários:

Clique aqui para comentários
Obrigado pelo seu comentário