BAGARMOSSEN BIBLIOTEK - ESTOCOLMO - SUÉCIA


Em agosto de 2012, visitei 29 bibliotecas na Suécia, muitas das quais apresentadas em outras oportunidades neste blog. Dessa vez, bem mais que palavras optei por destacar imagens e neste caso, da Biblioteca de Bagarmossen, localizada em um dos bairros da grande Estocolmo.


A Biblioteca de Bagarmossen está alocada no interior térreo de um edifício que data dos anos 50, mas a jovialidade do ambiente impressiona. Com decoração acolhedora a Biblioteca, apesar de pequena se destaca em todos os aspectos estéticos que envolvem pintura de paredes, mobiliário, luminárias, estantes e acervo.   




Estocolmo dispõe de 44 bibliotecas públicas, todas muito bem aparelhadas, fator que torna louvável o trabalho e os recursos despedidos pelo governo para esse setor.  



Na Biblioteca de Bagarmossen, o usuário pode, entre outras coisas realizar empréstimos de livros, cds, dvds, consultar  jornais e navegar na internet. A Biblioteca possui sistema wireless para quem quiser usar o seu próprio computador ou outro aparato tecnológico. 






Chama a atenção, os sofás e as confortáveis almofadas, bem como os cantinhos destinados à leitura.  Os pequenos ambientes reservados são um convite à reflexão, o descanso ou ao estudo. 




Por que resolvi escrever sobre a Biblioteca de Bagarmossen hoje? No dia em que realizei a visita em 2012, meu querido Peter Janzon (companheiro de boa parte das aventuras aqui apresentadas),  me mostrou o livro Tintin, de Hergé, traduzido do francês para o sueco no período entre 1968-1978. Esta edição para ele tem um valor inestimável.


É que os tradutores Allan Bosco Janzon e Karin Janzon eram seus pais. Peter e seus irmãos acompanharam de perto toda a dedicação de ambos na realização desse trabalho que lhes rendeu o diploma Adamsonstatyetten, da Academia Sueca de Séries (Svenska Serieakademin) em 1979. 


Seus pais também entre outros, traduziram a obra "Madame Bovary" de Gustave Flaubert. Um texto denso, trabalhoso. Peter se emociona ao contar sobre todo o empenho despendido numa época em que a tecnologia pouco ajudava, tudo era efetivamente árduo. O bom é que os livros estão por ai para contar a história!


Hoje, 9 de junho de 2014, dia do seu aniversário, deixo esse pequeno relato usando como pano de fundo o ambiente da bela Biblioteca de Bagarmossen. Foi a forma que encontrei para prestar uma homenagem aos seus pais e lhe fazer um carinho. 

Fotos: Peter Janzon e Soraia Magalhães
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário