BIBLIOTECA DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL - SEDE NO AMAZONAS


Há poucos dias visitei a sede do Ministério Público Federal aqui no Amazonas, localizado na rua André Araújo, 358, objetivando entender como se dão os trâmites para esclarecimentos sobre a questão da Biblioteca Pública Estadual do Amazonas, fechada desde 2007 para uma reforma que parece interminável. 

Para minha surpresa ao adentrar o edifício, percebi a existência de uma pequena biblioteca localizada na área de recepção. Muito bonitinha, com cores alegres, as pequenas estantes fazem parte do projeto "Biblioteca Livre: Ler é viver", criando com o objetivo de estimular  o gosto pela leitura, tanto do público interno, quanto dos que frequentam o local.


O projeto foi idealizado pela jovem Leila (infelizmente não a conheci) e teve o apoio de Farides Suano, bibliotecária da Instituição. A proposta consiste em deixar o livro fluir livre. O leitor tem liberdade de escolha, faz a leitura a seu tempo e depois pode devolver ou passar o livro a frente. A ideia é fazê-lo circular.




Após fazer a consulta, que motivou minha ida ao Ministério Público, soube que no local também havia  uma Biblioteca Técnica. Especializada em Direito, está sob a coordenação de Farides (que eu já à conhecia de nome). Ela foi por nove anos professora do Departamento de Biblioteconomia da Universidade Federal do Amazonas - UFAM. 

Muito atenciosa, Farides acrescentou que a Biblioteca do Ministério Público Federal é especializada em Direito e dispõe de um acervo composto por aproximadamente 4 mil títulos, contudo seu acesso é relativamente restrito pois o espaço físico é pequeno.




Foi muito agradável ver esses ambientes de bibliotecas num lugar que tem por MISSÃO "Promover a realização da Justiça, a bem da sociedade e em defesa do estado democrático de direito." Consultando informações no site do Ministério Público, soube que: 
"Cabe ao MP a defesa dos direitos sociais e individuais indisponíveis, da ordem jurídica e do regime democrático. As funções do MP incluem também a fiscalização da aplicação das leis, a defesa do patrimônio público e o zelo pelo efetivo respeito dos poderes públicos aos direitos assegurados na Constituição."
Ao deixar o local, fiquei feliz porque também Farides Suano posou comigo com a camisa do Movimento ABRE BIBLIOTECA. Ela, assim como vários bibliotecários brasileiros também apoiam essa causa.


O Movimento ABRE BIBLIOTECA, teve início em abril de 2012 e desde então, vem apontando as perdas que a falta de acesso ao espaço da Biblioteca Pública Estadual, bem como a inviabilidade de seus serviços vem repercutindo na sociedade.  Queremos que o Governo do Estado do Amazonas, tome medidas efetivas para a solução do problema.

Fotos: Soraia Magalhães
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário