ABRIU!!! BIBLIOTECA PÚBLICA DO AMAZONAS ABRIU!!!!


Ao contrário do que esperávamos a Biblioteca Pública Estadual do Amazonas finalmente abriu suas portas. Sem nenhum alarde, o feito foi registrado acanhadamente, diferente das ações que a Secretaria de Cultura do Estado do Amazonas - SEC, costuma fazer.

Após uma reforma que se arrastou desde 2007, Manaus volta a contar com sua mais importante Biblioteca. Apesar de não termos sido convidados para a reinauguração do espaço, estou feliz pois além da concretização de um sonho (ver esse espaço retornando para a sociedade) é também a constatação de que a luta, travada por nós do MOVIMENTO ABRE BIBLIOTECA, não foi em vão.

O ABRE BIBLIOTECA, nasceu em abril de 2012 e durante todo esse ano, fez uma série de ações visando despertar na população da cidade de Manaus, o amor pela biblioteca e alertar o poder público para as perdas que o fechamento desse espaço traria para a sociedade. 



A Biblioteca reabriu oferecendo serviços que vão além do horário comercial. Uma grande conquista para os trabalhadores da cidade e para todos que necessitam realizar estudos e pesquisas, ou até mesmo visitas ao local, em horários diferenciados.




Estou participando de um curso em Manacapuru, infelizmente não pude ir correndo visitar o espaço, mas aproveito para parabenizar a todos que se envolveram na luta sejam bibliotecários, artistas, profissionais de diferentes áreas, pesquisadores, estudantes, pessoas apaixonadas por Manaus, estrangeiros de vários países e todos que ao seu modo contribuíram para que obtivéssemos êxito.

Já me perguntaram se estou feliz...ESTOU MUITO FELIZ! Porque sei que fomos muito longe e que jamais esqueceremos do tempo em que tivemos que lutar por nossa biblioteca. Aproveito para agradecer as centenas de pessoas que posaram com a imagem do ABRE BIBLIOTECA, aos que foram para as ruas, aos que gritaram, aos que compartilharam imagens e informações e que engrossaram o coro do clamor por esse espaço. Creio que devemos nos sentir honrados de ter feito parte disso.

Sobre a festa de reinauguração? A SEC optou por não fazer nada, afinal como comemorar a inauguração de uma Biblioteca que deu tanto trabalho e que foi alvo inclusive de críticas na imprensa internacional???

Quanto a nós do Movimento ABRE BIBLIOTECA...nós sim, temos muito o que comemorar!!!!

P.S Sobre a postagem anterior, fiz por não saber da reinauguração. Trata-se de uma crítica que reflete sobre a falta de compromisso do poder público com as promessas feitas a sociedade...Melhor deixar ai para que se lembrem em outra oportunidade de anunciar a inauguração de espaços importantes da cultura da cidade!

Fotos: Peter Janzon
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

4 comentários

Clique aqui para comentários
Anônimo
admin
1 de fevereiro de 2013 05:46 ×

Por que será que a SEC e que um Secretário de Cultura não comemoram a abertura de uma biblioteca? Seria, no mínimo, muito engraçado que esse espaço recebesse as pompas dos eventos que insitem em ser vendidos como internacionais. Assim, fica parecendo que o movimento ABRE BIBLIOTECA conseguiu a abertura do prédio, é preciso mais que isso secretário. Que se abram também as mentalidades e que a importância desse espaço histórico e cultural da cidade seja valorizada. ABRE BIBLIOTECA !!! ABRE PARA O POVO !!! ABRE PARA UM NOVO TEMPO!!!!

O movimento ABRE BIBLIOTECA conseguiu o que parecia impossível, portanto

Responder
avatar
Anônimo
admin
1 de fevereiro de 2013 07:53 ×

Ansioso para conhecer a Biblioteca Pública do Estado do Amazonas! Das vezes que estive em Manaus, a Biblioteca estava fechada! Parabéns aos que fazem o Movimento ABRE BIBLIOTECA pelo grande feito! Pela vitória conquista com toda essa luta!

Responder
avatar
José Rosa
admin
1 de fevereiro de 2013 15:42 ×

Soraia:

Quero dar-te os meus parabéns pela tua luta, pela tua persistência em prol da abertura dessa magnífica biblioteca.

Agora, espero uma reportagem fotográfica da tua autoria.

Mais uma vez, da cidade de Ferreira de Castro, o escritor português que descreveu belíssimamente a tua terra que é a Amazónia!

Parabéns!

Responder
avatar
Anônimo
admin
7 de fevereiro de 2013 18:20 ×

Biblioteca Pública do Amazonas aberta (mas para “inglês” ver)
Amigos, hoje fui visitar a magnífica biblioteca pública que foi reinaugurada recentemente e gostaria de compartilhar minhas primeiras impressões. A abertura da biblioteca se deu de uma forma tímida, acanhada e quase clandestina, sem nenhuma faixa inaugural ou cerimônia pomposa, como é de praxe já que a obra demorou tantos anos para ser concluída e dada a sua importância cultural para o estado, o que me pareceu no mínimo suspeito. Pois bem, após minha visita foi fácil perceber porque o governador e o secretário de cultura não mostraram seus sorrisos na dita inauguração.
As obras de reforma da biblioteca deram resultados inegáveis, está tudo muito bonito, arejado, climatizado, com computadores novos e acesso à internet, poltronas e mesas de estudo. O cadastro para acesso aos livros e para empréstimo das obras é simples e rápido, além disso, a boa receptividade dos funcionários ficou evidente.
No entanto a biblioteca sofre de alguns erros críticos:
1º - Apesar dos funcionários terem sido solícitos e educados, eles não tiveram um bom treinamento para trabalhar na biblioteca, isso ficou muito claro no setor dos periódicos, onde os visitantes e o próprio funcionário manuseavam os documentos antigos sem uso de luvas ou máscaras, o que é extremamente prejudicial não apenas para os documentos, mas também para a saúde das pessoas que ali estavam, seja pela presença de fungos e bactérias dos documentos (quem tem problemas respiratórios sabe muito bem o mal que isso provoca) ou pela ação oxidante que o suor das mãos pode causar nos papéis.
2º Outro coisa curiosa, que está presente no “Regulamento de Uso” da biblioteca, é que o acesso ao acervo é restrito aos funcionários, ninguém a não ser eles podem pegar os livros nas estantes. Na prática a consulta do visitante ao acervo funciona da seguinte forma: o sujeito se dirige ao funcionário da biblioteca que está em um guichê de atendimento, dá o nome o livro que ele quer consultar e o funcionário vai até às estantes procurar o livro solicitado, isso porque não há um sistema de consulta e localização das obras informatizado, logo, o funcionário tem que ir direto ao acervo e procurar livro por livro até achar o que foi solicitado. O argumento para tal sandice é de que os leitores deixariam as estantes desarrumadas se tivessem acesso a elas.
Dessa forma, não há como o visitante saber dos livros que estão presentes no acervo (que é cercado por grossas placas de vidro), além de não poder circular pelas estantes dos livros não há um catálogo com todas as obras presentes (nem a biblioteca sabe quais os livros que tem), ou seja, procurar um livro é um tiro às cegas.
Ao conversar com uma funcionária descobri que essa restrição é feita inclusive a quem for fazer pesquisa acadêmica e o empréstimo de livros também fica vedado, exceto ao setor de Literatura Geral, onde é permitido a entrada dos leitores e o empréstimo dos livros. Não consegui obter respostas se há uma proposta de mudança do sistema de consulta aos livros e como esta forma de consulta está até no regulamento de funcionamento da biblioteca, acredito que não será mudada.
Desanimado por conseguir ver os livros somente através de um vidro, retirei-me de lá.
A reinauguração da biblioteca, feita na penumbra, é claramente uma forma de esconder tais falhas e dar um basta nos protestos pela abertura do local há algumas semanas atrás, a incompetência do governo do estado em entregar uma biblioteca totalmente acessível é gritante. O espaço onde a educação e conhecimento deveriam circular da forma mais livre possível, é cercado de burocracias irracionais e completamente fora das propostas de democratização do conhecimento que ocorrem em outras bibliotecas e museus do Brasil e no exterior.

Portanto amigos, a biblioteca continua mais fechada do que nunca, ou melhor, aberta, mas para “inglês” ver.

Responder
avatar
Obrigado pelo seu comentário