MUSEU VASA: A HISTÓRIA DE UM NAUFRÁGIO


O Museu Vasa (Vasa Museet), localizado em Estocolmo, é um dos mais bonitos e impressionantes museus que já conheci. Considerado um museu temático, suas exposições dedicam-se ao navio de guerra Vasa, construído no século XVII por determinação do Rei Gustavo Adolfo da Suécia.



A grande fama do Vasa, se deve ao fato de ter sido projetado para ser um dos maiores e mais bem equipados navios de guerra de sua era, contudo não resistiu a primeira viagem ocorrida em 10 de agosto de 1628, tendo afundado poucos metros após deixar o porto. 


Trazido a tona trezentos e trinta e três anos mais tarde e após passar por um longo processo de restauração, apresenta-se hoje tão fascinante por sua história e majestosidade que consegue atrair a atenção de milhares de pessoas de diversas partes do mundo.


O espaço criado para abrigar o Vasa é enorme e distribuído por quatro andares e seções. O navio é o centro de tudo e a medida que o visitante sobe os andares obtém os mais variados ângulos de visão sobre a peça. 



As visitas são guiadas, mas o bom é que depois se pode percorrer como quiser as dependências do Museu e se dedicar aos detalhes que mais chamaram a atenção.



Há um filme que conta a história do Vasa, o processo de restauração e muitas outras informações. Pena que não há legenda em português, contudo pode-se assistir as sessões em espanhol, que são mais facilmente compreendidas do que na língua oficial, que é em sueco. Há também legendas em inglês e alemão. 


O Vasa é fonte constante de estudos e pesquisas. Há uma seção onde estão contidas informações sobre a tripulação que não sobreviveu ao acidente e na qual permaneceu no interior da embarcação. Há uma ossada e também imagens das feições de pessoas reconstituídas com a ajuda de programas de computador. Essas imagens impressionam!



Outro momento muito especial é poder observar os objetos que foram encontrados e que oferecem a oportunidade de conceber como era a vida no navio naquela época. O que usavam, seus utensílios e equipamentos. Foram encontrados pratos, talheres, roupas, sapatos, moedas, medicamentos e até uma pequena Bíblia...




Uma maquete feita em madeira aponta a distribuição das áreas no interior do navio. Esse tipo de suporte é muito interessante para compreender como era a vida dos trabalhadores. Para tal foram utilizados pequenos bonecos e reconstruídas cenas de como poderia ter sido a vivência a bordo.


O Museu Vasa, em minha opinião faz um trabalho museológico exemplar, utilizando elementos históricos que instigam a curiosidade e o entendimento e para tal investe em pesquisa e em tecnologia. O Museu tem uma energia incrível. Pode-se observar por  horas e assim ainda  deixar passar milhares de detalhes. 



A imagem a cima é parte da exposição dos bustos e esculturas encontradas que foram colorizadas após ampla pesquisa para o reconhecimento dos tons originais, as maquetes do navio e a criação de personagens em tamanho natural também são inesquecíveis.


A hora em que o Vasa saiu do porto é retratada em uma simulação em forma de maquete. Tanto os adultos, quanto as crianças, se debruçam sobre o local impressionados com o que deve ter sido o drama do naufrágio.




O Vasa Museet, é um dos espaços museológicos mais visitados do mundo e realmente é de uma grandiosidade histórica que deve ser preservada e ao mesmo tempo revelada. 


O local onde está instalado o Museu Vasa é alardeado por outros museus belíssimos. Uma visita a essa região em Estocolmo é garantia de diversão e aprendizado. 

 Fotos: Peter Janzon
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário