NOVA SOCIEDADE: COMUNIDADE RIBEIRINHA NO PARÁ - INCENTIVO A LEITURA


O tema da Campanha da Fraternidade em 2007 era “Fraternidade e Amazônia” e aquele ano foi marcante em termos de mobilizações que tentavam gerar consciência sobre a preservação da Amazônia e, por conseguinte, o respeito aos habitantes dessa região.


Naquele período, eu morava em Belo Horizonte e era a bibliotecária do Colégio Imaculada Conceição (CIC), quando viabilizei a campanha “Livros infantis: Encantando os povos da Amazônia”, que contou com a solidariedade de alunos, professores e funcionários do Colégio.


O incentivo para a realização desse trabalho veio por meio de um amigo que contou sobre a iniciativa do jornalista escocês, Colin McPherson, que em 2005 documentou a destruição da floresta na região de Santarém e da estrada BR 163 e que, posteriormente sentiu o desejo de ajudar uma comunidade ribeirinha por meio do seu trabalho.


A Comunidade beneficiada foi Nova Sociedade, que naquele momento necessitava de um barco para transportar crianças da sede da comunidade a outra margem do rio. Os recursos para a aquisição do barco vieram da venda dos registros fotográficos que ficaram em exposição em junho de 2007 em Liverpool - Inglaterra.


Quando soube dessa história, me encantei como a possibilidade de ajudar e propus a realização de uma campanha no Colégio que foi um sucesso e conseguimos o montante de 1.460 livros infantis, para serem entregues não apenas a Nova Sociedade, mas a outras quatro comunidades ribeirinhas do Pará.


A viabilização desse trabalho teve apoio da Academia Mineira de Letras que auxiliou com recursos para o transporte dos livros até as comunidades.


Foi uma das experiências mais lindas que vivi e agradeço ao Thomas pelo estímulo e por tudo que fez para que essa ação acontecesse e também ao CIC/BH por todo apoio.


Veja o vídeo: 



Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário