8ª SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA - SNCT - UMA DAS AÇÕES NO AMAZONAS


A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia pode ser considerada uma das mais importantes atividades realizadas no Brasil voltada para o estreitamento dos laços entre a sociedade em geral e a comunidade científica. Sua função é estimular especialmente crianças e jovens para a compreensão da importância da Ciência, da Tecnologia e da Inovação e seus efeitos. Esse ano, trouxe o tema "Mudanças Climáticas, desastres naturais e prevenção de riscos".


Por que estou postando algo sobre esse evento? Por que, como escrevi no enunciado do Blog, é necessário que além de caçadores de bibliotecas, sejamos caçadores de cultura e, como tive a oportunidade de participar de uma ação muito importante durante a Semana, percebi que também poderia contribuir para divulgar o evento que objetiva em sua essência a popularização da ciência.


Assim como todos outros bolsista do Programa de Comunicação Científica da Fapeam, estive envolvida em uma atividade, pois participei junto com um grupo de pesquisadores e jornalistas de uma expedição à comunidade indígena (etnia Desana) do Tupé como parte da programação da Semana, promovida pelo Museu da Amazônia (MUSA) e a SEMED.

A ideia foi provocar um encontro entre ciência e seus aparatos técnicos e o conhecimento tradicional. Para tal Germano Afonso, astrônomo do Musa e coordenador da expedição, explicou sobre as constelações das etnias indígenas no Amazonas, assim como o pesquisador da UEA Júlio Tota (doutor em Clima e Meio Ambiente), apresentou para crianças e adultos da comunidade, instrumentos de medição de temperatura.


Enquanto explicava, Tota, pediu a uma menina que soprasse um equipamento enquanto os demais acompanhavam seus efeitos. Ao longo de sua exposição deixou claro que a meteorologia pode ajudar na prevenção de desastres naturais.



Na oportunidade, pude conversar com pessoas muito especiais como o Pajé Raimundo, líder do grupo Desana, o pesquisador e Diretor da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, Ildeu de Castro Moreira e o o estudante Jaime Fernandes (Diákara), Desano que cursa Licenciatura Intercultural na UEA.


Bolsista da FAPEAM, Diákara se mostrou motivado pela formação de uma biblioteca em sua comunidade. Eu adorei a ideia e percebi que ao final, todos saímos dessa experiencia com uma sensação de integração de conhecimentos.



Fotos: Soraia Magalhães
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

3 comentários

Clique aqui para comentários
Obrigado pelo seu comentário