PARQUE CIDADE DA CRIANÇA EM MANAUS E SUA BIBLIOTECA



Conforme comentei em postagem anterior, passei por Manaus rapidamente no dia 25 de setembro de 2013 e consegui visitar três bibliotecas. Uma delas, a biblioteca do Parque Cidade da Criança com a amiga Ana Karina Parr e sua filhinha Alícia.


A primeira vez que visitei o Parque Cidade da Criança foi em janeiro de 2012, o objetivo era conhecer a biblioteca. Na época, recém inaugurada encontrei um lugar apático com uma estagiária de pedagogia olhando o tempo todo no celular e o espaço ausente de atividades.


Dessa segunda vez, a situação não foi tão animadora, mas haviam grupos de escolas visitando a estrutura do Parque e da biblioteca, porém ao contrário de encontrar um lugar vibrante como deve ser uma biblioteca infantil, percebi que o local continuava apenas com suas mesas, cadeiras e estantes contendo poucos livros e com arrumação inadequada. As paredes brancas e sem decoração, dão desânimo ao ambiente. 


A biblioteca não é gerida por um bibliotecário, somente às quarta-feiras, a bibliotecária Rosângela da Costa Nascimento atua no local e nos demais dias da semana, não existe a presença do profissional bibliotecário.


Para atender às crianças, um grupo de palhaços realizam atividades no ambiente da biblioteca e da área interna do Parque, contudo não observei nada relacionado a questão do livro ou incentivo a leitura. Seria relevante se pensassem pelo menos no interior da biblioteca em vincular as ações com esse fim...


Penso que um profissional bibliotecário com perfil adequado poderia contribuir para as atividades desse espaço, não apenas atuando na biblioteca, mas em todas as atividades que envolvem incentivo à leitura no ambiente do Parque e com certeza o auxílio dos animadores (no caso, os palhaços) seria muito relevante na realização desse trabalho. 


Uma biblioteca infantil deve ser encantadora. O gestor tem que ter em mente que ali é o primeiro contato da criança com esse ambiente e por isso mesmo deve gerar o desejo de ficar, de se entregar ao sabor de belas histórias...



Com um acervo sem classificação, sem serviços de empréstimos, sem atividades de mediação, a biblioteca do Parque Cidade da Criança funciona como um lugar para ser olhado. As criança entram, ficam por alguns minutos, olham alguns livros e saem (pelo menos foi isso que aconteceu quando lá estive).


Acredito que Prefeitura de Manaus está fazendo um bom trabalho e tem buscado acertar, por isso peço que entendam meus apontamentos como uma forma de contribuição. Há vários bibliotecários que poderiam fazer um bonito trabalho nesse ambiente, alguns inclusive estão vinculados a SEMED...

Agradeço a atenção recebida pelos que atuam como animadores do Parque. São jovens palhaços e palhaças muito simpáticos. Agradeço também a colega Rosângela.


O Parque Cidade da Criança foi inaugurado em dezembro de 2011. Foi construído onde outrora funcionou o antigo Horto Municipal, numa área de 19.637,00m².


Fotos: Soraia Magalhães
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário