JARDIM AZUL E COLÉGIO IMACULADA - CIC BH - LANÇAMENTO DE LIA SEMPRE LIA



No dia 27 de novembro de 2012, aconteceu o lançamento do livro infantil LIA SEMPRE LIA, que consiste numa narrativa poética envolvendo uma menininha que tem paixão pela leitura e que coincidentemente se chama LIA.

Sempre envolta em grandes descobertas, os versos destacam o dia a dia de Lia e sua relação com a leitura. O livro foi ilustrado por Bernardo Bulcão e publicado pela Valer Editora e ainda não foi lançado em Manaus. 


A ideia de fazer o lançamento em Belo Horizonte nasceu do desejo de prestar homenagem aos amigos do Colégio Imaculada, CIC-BH e em especial às crianças que inspiraram essa história, como a menina Melody Furman.

Havia trabalhado como bibliotecária no Colégio Imaculada e nessa Instituição pude viver um período de intensa atividade com os pequenos usuários da Biblioteca que passavam no intervalo do recreio e final de aula, seu tempo em meio aos livros e brincadeiras! A ideia do livro surgiu dessa oportunidade!



O lançamento aconteceu em quatro horários (8h, 10h, 14h e às 16h) com o objetivo de fazer uma  leitura envolvendo as crianças do Jardim Azul e do Ensino Fundamental do CIC-BH. A receptividade foi muito boa e foi lindo perceber que os pequenos gostavam de LIA SEMPRE LIA e ao final acertavam as perguntas mostrando que haviam prestado atenção.



Um dos momentos mais emocionantes aconteceu com a chegada de Marcela Victar, ex-aluna do CIC-BH. Havia convidado Marcela, que atualmente é acadêmica do curso de Direito na Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, para o lançamento e confesso que me emocionei ao vê-la.

Marcelinha contou para as crianças ali presentes, o quanto foi marcante para sua vida os anos que passou no CIC e em especial no interior da Biblioteca. Destacou também a importância da leitura em todos os aspectos da sua vida.


O carinho recebido das crianças e a percepção do  interesse que o tema despertou não apenas nos pequenos mas nos professores e adultos que conheceram a obra me encheu de satisfação. 





Bom demais ver vários dos meninos e meninas que frequentavam a Biblioteca, já crescidos. Para minha surpresa, encontrei um dos leitores mais assíduos: o Lucca Otaviano que desde criança foi sempre de uma gentileza enorme e já rapaz, continua generoso.


Uma grande satisfação foi encontrar também minha querida amiga Claudia Guimarães, pedagoga que foi parceira em várias atividades na biblioteca e que viu nascer "Lia sempre lia", pois escrevi essa história nos tempos em que trabalhava na biblioteca. Claudia é mãe de Maria Eduarda, a quem fiz uma dedicatória toda especial. 


Agradeço de coração a todos os amigos que me receberam e felicitaram pela execução desse trabalho. Agradeço especialmente a Anna Paula Jorge Jardim (Diretora do CIC-BH) e Afonso Soares (Representante Legal da Congregação das Filhas de Jesus) pela receptividade. Agradeço por fim à todas as professoras que interagiram comigo enquanto fazia a leitura de LIA SEMPRE LIA.

Fotos: Gusthavo Santana

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário