ESTANTE DE LIVROS NO PARQUE SENADOR JEFERSON PERES


O Parque Senador Jeferson Peres foi inaugurado no dia 1 de setembro de 2009 e desde então tem sido considerado por muitos, uma das mais bonitas áreas de convivência e lazer da cidade de Manaus. Com uma extensão de 53,4 mil metros quadrados, o espaço foi construído por meio do Programa de Recuperação Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (PROSAMIM), que tem trazido melhorias nos planos ambiental, urbanístico e social de Manaus.


É um parque temático que apresenta ambientação que objetiva resgatar um tempo de riqueza e prosperidade de uma Manaus que vivia a euforia provocada pela economia da borracha, por isso vários objetos de aço destacam elementos desse período: casais de época, carruagens,bonde,etc.


O parque possui ainda pontos de vendas onde se destaca o box "Tacacá da Gisela" que oferece além do tacacá, uma pequenina estante confeccionada em madeira para exposição de livros produzidos pelo Estado. É uma boa iniciativa e um serviço a mais para aqueles que procuram conhecer por meio dos livros um pouco mais dos aspectos que compõe a vida amazônica.


A ideia é ler o livro no Parque e devolvê-lo no local. Seria interessante a disponibilização de livros de literatura infantil, pois não há muitos títulos e para os pais que passeiam com seus filhos seria uma alternativa a mais em termos de lazer e educação.

A ampliação dessa ideia em outros pontos culturais da cidade seria também muito bem vinda e mais ainda se fosse acompanhada de atualização dos acervos e até mesmo de atividades de mediação. 


O Parque Jeferson Peres está localizado no entorno do Centro Cultural Palácio Rio Negro, entre a Avenida 7 de Setembro, rua Jonathas Pedrosa e Avenida Beira Rio, ao longo das margens dos Igarapés Manaus e Bittencourt.

Imagens: Soraia Magalhães

Comentários

  1. mãezinha!
    que idéia legal essa dos livros do parque...
    mas funciona? eles devolvem depois? rs
    eu não me lembro desse parque... me leva em julho?

    te amo! beijos!

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente essa iniciativa de incentivo a leitura já não existe. Ontem visitei o parque com meu amigo Peter Janzon, sueco que está visitando o Brasil e que havia ficado encantado com essa ideia. Fomos ao local e constatamos que não há mais estante de livro e tampouco as pessoas que trabalham no local souberam informar nada sobre o assunto. Uma pena...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

CARTAZ DE BIBLIOTECA - DIREITOS DO LEITOR, POR DANIEL PENNAC

Salamanca, algumas bibliotecas em 2021

EU NÃO TENHO O HÁBITO DA LEITURA...