CERCA DE 90% DAS BIBLIOTECAS DO PAÍS ESTÃO EM MÁS CONDIÇÕES


Este texto aponta a situação das bibliotecas no Brasil e os fatores que refletem o descaso e a omissão do poder público no âmbito da cultura e educação em nosso país. É preciso divulgar, discutir e tentar mudar essa realidade.
.......
"Aproximadamente 90% das bibliotecas do país têm problemas de infra-estrutura, de acervo ou falta de funcionários, afirma a presidente do CFB (Conselho Federal de Biblioteconomia), Nêmora Rodrigues. Ela ressalta que as instituições no interior do Norte e do Nordeste são as mais afetadas.

O Brasil possuía 5.186 bibliotecas públicas até julho do ano passado, segundo o SNBP (Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas), ligado ao governo federal. São Paulo é o Estado com mais locais (719 bibliotecas), seguido do Rio Grande do Sul (480) e do Paraná (464).

O Ministério da Cultura, que está preparando um censo sobre as bibliotecas do país em convênio com a FGV (Fundação Getúlio Vargas), confirma os problemas. Segundo Fabiano Santos, diretor de Livro e Leitura da pasta, há dezenas de cidades em que os prefeitos não se comprometem em manter a estrutura de bibliotecas municipais, mesmo recebendo kits prontos enviados pelo governo. 

- O compromisso é o principal problema, na minha opinião. Quando troca a gestão [acaba o mandato do prefeito], as bibliotecas acabam ficando esquecidas. Outros prefeitos não enviam a documentação mínima para receber o acervo.

Os kits são compostos por 2.000 títulos (livros, CDs, DVDs), um computador, uma impressora, uma TV, várias estantes e outros objetos. Pelo menos 1.200 já foram distribuídos pelo ministério desde 2004, afirma Santos.

Outro problema apontado é a falta de funcionários. Hoje, são cerca de 30 mil profissionais trabalhando em bibliotecas, número considerado baixo perto de países como o Chile, diz Nêmora.

- Precisaríamos de no mínimo 200 mil funcionários em todo o país para ter boa qualidade nas bibliotecas públicas.

O salário médio de um bibliotecário da rede pública, nas capitais dos Estados, chega a R$ 2.000, segundo o conselho federal de biblioteconomia. No interior, é comum haver pagamentos abaixo de R$ 1.000, com exigência apenas de ensino médio para ocupar as vagas.

Presidente do CRB-São Paulo (Conselho Regional de Biblioteconomia), Evanda Paulino afirma que as bibliotecas brasileiras até recebem acervos de boa qualidade, mas que não há vontade política nem pessoal capacitado para trabalhar, na maioria das vezes:

- No Estado de São Paulo são 4.553 bibliotecários em atividade, número tímido. A demanda cresce a cada dia.

O Ministério da Cultura prevê que todas as cidades do país tenham ao menos uma biblioteca pública até junho deste ano. Os investimentos anuais do governo nestas instituições saltaram de R$ 6 milhões em 2003 para R$ 100 milhões atualmente, afirma Fabiano."

Disponível em: http://www.tvcanal13.com.br/noticias/cerca-de-90das-bibliotecas-do-pais-estao-em-mas-condicoes-100697.asp

Imagem: Giovanna Consentini
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário