VIRADA CULTURAL DE BELO HORIZONTE - 2016 - ELZA SOARES


A quarta edição da Virada Cultural de Belo Horizonte teve início às 19 horas do dia 9 de julho de 2016, (sábado) e virou a madrugada com muitas músicas e atividades culturais encerrando por volta das 22 horas do dia 10 com os shows de Lenine e Elza Soares. Era preciso escolher qual o artista, pois ambos eram no mesmo horário e foi Elza a escolhida. Veja no vídeo abaixo uns pedacinhos do show, que foi um grande presente!


O evento, que foi marcado também por protestos dos mais diversos, trouxe à baila o que se referia a uma cláusula de contrato que restringia os artistas o uso da palavra em ações políticas durante as apresentações. Pura bobeira do poder público, por que o artista que não falou, deixou falar!

Fui a apenas dois shows, o do pernambucano Johnny Hooker, que eletrizou a Rua Rio de Janeiro, na área central de Belo Horizonte e o da Elza Soares. Johnny, além de cantar instigantes canções deixou eclodir palavras do tipo “Fora Temer”, em referência ao presidente golpista em exercício Michel Temer, do PMDB.
 

Mas foi a cantora Elza Soares que deixou marcada essa Virada Cultural de BH como inesquecível. Com seu show A mulher do fim do mundo, ela não apenas nos favoreceu com sua excelente música, mas fez desse momento um ato político contra o racismo, contra a homofobia, pela luta das mulheres e pela democracia.


Elza não precisou falar muito...Ela apenas orientou: o que vocês querem falar? E a platéia em polvorosa respondia: "Fora Temer, Fora Temer"! Entre outras coisas...


Foi incrível. O show de encerramento da Virada Cultural de Belo Horizonte 2016 ficará para sempre marcado em minhas lembranças. Camila, minha filha estava ali, comigo!

Fotos: Soraia Magalhães
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário