STATE LIBRARY OF NEW SOUTH WALES - SYDNEY, AUSTRALIA

A State Library of New South Wales foi uma das primeiras bibliotecas a participar do Flickr Commons e eu sempre achei incríveis as fotos que eles publicavam.



Outras fotos que eu achava demais eram da biblioteca propriamente, que é uma das mais antigas da Austrália. Eu costumava usar algumas imagens como exemplo de arquitetura de bibliotecas: o uso da clarabóia para luz natural, a divisão entre as mesas de estudo e o balcão de atendimento aos bibliotecários, o acesso livre às estantes. Reparem que beleza nessa foto abaixo a bibliotecária na sua ilha de atendimento, telefone a postos.



Então eu sabia que quando estivesse em Sydney, teria que conhecer a biblioteca pessoalmente.

A biblioteca fica bem localizada, muito próxima do Royal Botanical Gardens e da Opera House, que são as principais atrações turístiscas da cidade.

Tem uma entrada principal para uso do que seria a biblioteca pro povão. Esse é o Macquarie Street Wing, a construção mais recente da biblioteca. Outra entrada serve para a consulta de pesquisadores, algo mais especializado.



FREE ENTRY: gostamos!


Do hall de entrada você consegue ver o pessoal estudando lá dentro, no pavimento de baixo. Tem uma lojinha, um café, uns panfletos, aquelas coisas tradicionais de biblioteca gringa. 


No andar de baixo você dá de cara com essa divisão, o que seria um espaço de uso livre comum (bem equipado com tomadas, luminárias, ar condicionado) e um reading room separado, para usuários cadastrados.


Quem quiser, pode guardar os pertences nos armários, aquele sistema de depósito de moedas. Não é obrigatório, mas também não é muito comum as pessoas entrarem na biblioteca com mochilas e volumes. Afinal, o guarda volumes está lá pra isso.


Logo no início dessa parte separada tem um monte de computadores. Pessoal no seu facebook, lendo email, navegando, enfim.



Internet, telona, headphones, mesão, conforto. O que mais alguém pode querer nessa vida?


São vários espaços tradicionais na biblioteca, mas tem essa parte de jornais do dia e revistas que eu achei demais. 


Tudo muito bem organizado e minimalista, sem parecer arrogante. Sutileza até na tipografia.



Tem uma seção de "legal information" que estava sendo bem consultada. Imagino que seja uma espécie de consulta a documentos públicos, como o nosso diário oficial e outros materiais de referência.


A biblioteca é dividida em diferentes prédios. Saindo dessa parte de circulação geral, você pode percorrer as exposições, até chegar aos outros salões de pesquisa.


Tava tendo essa exposição super legal de comparações de fotos, mostrando as transformações na cidade nos últimos 100 anos. Foi essa exposição que reforçou a ideia de convidar o fotógrafo Marcello Cavalcanti para apresentar seu trabalho no Bibliocamp. Ele tem o mesmo projeto, usando imagens do Rio antigo tiradas pelo fotógrafo Augusto Malta, sobrepondo com fotografias atuais.


Tem algumas pequenas exposições temporárias, quase um centrinho cultural dentro da biblioteca.


Essa outra parte do prédio é mais antiga, e mantiveram o estilo da época.



Até que, atrás desta pequena porta acima, você se depara com isso:


Aqui é o salão de leitura do Mitchell Building, construído mais ou menos na mesma época da nossa biblioteca nacional.


A biblioteca é muito iluminada. Tem uns vitrais maravilhosos.




A bibliotecária de plantão:



É nóis no sidnêi


Do lado de fora tem outro salão incrível também


Mapa da Tasmânia em mármore


Tem essa linda inscrição na parede, que diz:

"In books lies the soul of the whole Past Time: the articulate audible voice of the Past, when the body and material substance of it has altogether vanished like a dream.”

― Thomas Carlyle


A saída dá de frente para o jardim botânico, a fachada é lindona.



Quando visitarem Sydney, não deixem de conhecer :)

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário