BIBLIOTECA PÚBLICA ESTADUAL DE MACEIÓ - BIBLIOTECAS NO BRASIL


O prédio da Biblioteca Pública Estadual de Maceió é também conhecido por Palacete “Barão de Jaraguá”, e entre outras coisas é famoso por ter abrigado por alguns dias o Imperador D. Pedro II e a Imperatriz Tereza Cristina. E, de acordo com dados oficias...
...Foi em 26 de junho de 1865 que o presidente da Província de Alagoas, Desembargador João Gonçalves Campos, assinou a resolução 453, criando a Biblioteca Pública Estadual e em 1941 foi incorporada ao Estado. Em dezembro de 1989, é criada a Secretaria de Cultura a qual a Biblioteca Pública Estadual passa a ser subordinada. Em Junho de 2005, a Biblioteca Pública completou 140 anos de Fundação.
Agora com 146 anos o prédio está passando por reformas. Fechado desde novembro de 2010, a obra deve trazer beleza e revitalização ao ambiente, haja vista que seu custo total está orçado em R$ 3,2 milhões.
Estando em Maceió, claro que fiz questão de conhecer esse prédio e até tentei contatar a colega Maria Luísa Russo* (Diretora da Biblioteca), mas como nos desencontramos durante os dias de CBBD, fui para o centro da cidade para vê-lo, mesmo que por fora.

É um prédio muito bonito e fico contente por saber que em breve estará ainda mais bonito e imponente com a conclusão das obras.

Torço porém para que o tempo destinado a restauração seja breve, ao contrário do que vem acontecendo em Manaus, onde nossa Biblioteca Pública Estadual já está fechada por mais de três anos. Espero que a sociedade alagoana não permita que algo assim aconteça e que em pouco tempo volte a usufruir novamente de seu espaço maior de cultura.


* Agradeço a colega Maria Sônia S. Carvalho, Diretora da Biblioteca Pública de Sergipe que tentou me apresentar à Maria Luisa. Infelizmente sempre dispersávamos em outras sessões do CBBD e isso não foi possível.


Fotos: Soraia Magalhães e Ramiro Souza

Fonte: Biblioteca Pública Estadual. Disponível em: http://www.cultura.al.gov.br/institucional/espacos-da-cultura/biblioteca-publica/. Acesso em: 21 ago. 2011.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

5 comentários

Clique aqui para comentários
Obrigado pelo seu comentário