BIBLIOTECA PÚBLICA DO AMAZONAS: REABERTURA EM AGOSTO?


Acabo de participar do Congresso Brasileiro de Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação - CBBD que aconteceu em Maceió, no período de 07 a 10 de agosto, onde apresentei um relato de experiência (elaborado com mais três colegas) sobre as ações interdisciplinares realizadas no Programa de Comunicação Científica da Fapeam.

No evento, porém ocorriam outras ações simultâneas como por exemplo, o II Fórum sobre Bibliotecas Públicas que discutiu elementos voltados para a inclusão social e outros. Essas questões observadas, me motivaram novamente a registrar a ansiedade por ver cumprida a última previsão sobre a reinauguração da Biblioteca Pública do Amazonas, fechada a três anos.

De acordo com informações publicadas na imprensa, esse mês o prédio que já está lindo por fora e que passou por várias transformações internas, dentre as quais as reformas que vão facilitar o acesso a pessoas portadoras de limitações físicas e visuais com o uso elevadores e rampas, estará novamente disponível a toda a população.

O desejo de ver a biblioteca em pleno funcionamento é grande e sei que muitos amazonenses esperam poder voltar a ler os jornais, pesquisar temas amazônicos ou apenas poder dispor novamente desse espaço. As turmas dos cursos de Biblioteconomia da Ufam, por exemplo sonham em poder fazer fotos de formatura nas belíssimas escadarias que compõe o hall de entrada.

De acordo com dados publicados na imprensa a obra que foi orçada em R$ 2.755.435,33 milhões, chegou ao valor final em R$ 4.105.825,94 milhões.

Tomara que todo esse dinheiro gasto nos traga não só conforto e segurança, mas a expectativa de justiça prevista com base na igualdade de acesso para todos, sem distinção de idade, raça, sexo, religião, nacionalidade, língua ou condição social (dados do Manifesto da Unesco para Bibliotecas Públicas).


Fotos: Soraia Magalhães
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

1 comentários:

Clique aqui para comentários
Obrigado pelo seu comentário