THE MORGAN LIBRARY & MUSEUM - NEW YORK


Extra, extra!!! O Caçadores de Bibliotecas tem o prazer de apresentar The Morgan Library & Museum - espaço pra lá de apaixonante, que chega aos nossos conhecimentos por meio da Bibliotecária Paula Carina Araújo, que já ofereceu as oportunidades de conhecermos outras duas maravilhosas bibliotecas públicas: New York Public Library e Seattle Public Library. Adorei conhecer essa joia, assim como adorei esse post e confesso que essa biblioteca eu não conhecia; suas imagens e narrativas Paula, despertaram em mim, o desejo de vê-la, bem de perto! 

......

Por Paula Carina de Araújo



New York, NY é uma cidade viva, pulsante, é um daqueles lugares que você pode voltar inúmeras vezes e sempre vai encontrar novos lugares, tesouros escondidos. Em princípio, a única biblioteca do meu roteiro em NY era a New York Public Library e sua linda sala de leitura. Entretanto, alguns dias antes da minha viagem, descobri a The Morgan Library & Museum. Fiquei enlouquecida com a beleza das fotos que encontrei no site. Imediatamente, ela entrou no meu roteiro de viagem.

A Morgan Library foi construída entre 1902 e 1906 no coração de New York, NY, entre a Madison Avenue e a 36th Street. Entretanto, a coleção privada do banqueiro americano Pierpont Morgan (1837-1913) teve início em 1890. A biblioteca foi criada pelo arquiteto Charles McKim como um anexo da casa de Pierpont Morgan e pretendia ser mais do que um repositório de materiais raros.

A biblioteca é considerada a principal obra de McKim, que faleceu três anos após completar o projeto. Em 1924, J. P Morgan Jr. (1867-1943), filho de Pierpont Morgan, transformou a biblioteca em um espaço público, aberto aos pesquisadores e ao público em geral.

A missão da The Morgan Library & Museum é “preservar, construir, estudar, apresentar, e interpretar uma coleção de qualidade extraordinária, para estimular a apreciação, instigar a imaginação, avançar no conhecimento e nutrir a criatividade”.


O complexo conta com galeria, sala de estudo, biblioteca, loja, café, sala de jantar, etc. Tive a oportunidade de visitar a sala de estudos, biblioteca e a sala do bibliotecário.

Em estilo renascentista italiano, o espaço é primoroso e arranca suspiros dos amantes do livro e das bibliotecas. São inúmeras obras raras expostas no museu e na biblioteca. Ao longo dos anos, a coleção foi aumentando e surgiu a necessidade de expandir o espaço da biblioteca. As reformas ocorreram em 1928, 1988, 1991 e em 2006 a maior reforma comandada pelo arquiteto Renzo Piano.

Visitei três espaços do complexo. A Mr. Morgan’s Study, ou sala de estudo de Pierpont Morgan foi a primeira sala que visitei, toda decorada em vermelho, suntuosa, com inúmeras obras de arte espalhadas pela sala, estantes baixas e protegida por grades, tendo em vista o caráter histórico e raro das obras.




Ainda na Morgan’s Study, há uma câmara de segurança, a The West Room Vault, onde são armazenadas obras valiosas. As paredes são revestidas por aço e, para abrir a porta é preciso ter um código.


Entre a Morgan’s Study e a Morgan’s Library há uma Rotunda, ou sala circular com uma cúpula. A sala é linda e ali estão expostas importantes obras da coleção.



O escritório do bibliotecário fica ao norte da entrada da rotunda e abriga parte da coleção de livros, pergaminhos, selos, obras de arte e outras peças importantes da coleção.





Finalmente, chega-se à Mr. Morgan’s Library. As paredes de nove metros e altura são preenchidas por livros do século XVI ao século XX.




Várias obras raras estão expostas pela biblioteca, entre elas manuscritos, livros, partituras, etc. Nas fotos abaixo, uma carta de Claude Monet, o único manuscrito completo de um romance de Jane Austin e um manuscrito autografado de Frédéric Chopin.

 

Como a maioria das bibliotecas privadas do século passado, esta também tem passagens secretas. Fui alertada pelo segurança sobre o fato. Ele sugeriu que eu procurasse maçanetas nas estantes, como a da fotografia abaixo.


The Morgan Library & Museum fica no endereço 225 Madison Avenue com a 36th Street em New York, NY. O complexo fica aberto de terça à quinta-feira das 10:30 às 17h, sexta-feira das 10:30 às 21h, sábados das 10h às 18h e domingos da 11h às 18h. Adultos pagam U$20, idosos e estudantes U$13. Às sextas-feiras a entrada é gratuita das 19h às 21h. (saiba mais)

A coleção está disponível on-line por meio do catálogo eletrônico e inúmeros serviços são oferecidos para pesquisadores interessados na coleção. Você pode obter mais informações no website.


Até o dia 10 de setembro a exposição “The ever new self: Thoreau and his jornal” pode ser visitada na The Morgan Library & Museum. Se você está planejando uma viagem para New York, recomendo a visita à The Morgan Library & Museun.

Fotos: Paula Carina de Araújo 
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário