ARCA DAS LETRAS - EM OEIRAS DO PARÁ


Meu tempo é curto e não consigo escrever o suficiente apresentando as coisas que ando fazendo em termos de bibliotecas, contudo não poderia deixar de apontar que estive no município de Oeiras do Pará, para a entrega de seis bibliotecas Arcas das Letras. A experiência foi marcante e por isso deixo registrado dados desse momento.

Oeiras do Pará possui uma população estimada em cerca de 30 mil habitantes, contudo mais da metade de sua população vive na zona rural. Para chegar a cidade, é preciso pegar um barco que sai do porto de Belém às 18 horas da tarde e  viajar por toda a noite para chegar a localidade às 5 horas da manhã do outro dia. Foi a minha primeira experiência com o Arca das Letras numa ação de entrega e capacitação de agentes de leitura.


Foram parceiros nessa aventura Catarina Negrão e Donato Alves da Cunha Filho, ambos do Ministério do Desenvolvimento Agrário - MDA. Apesar do cansaço, da noite mal dormida, a entrega aconteceu bem e contou com a presença  de representantes de comunidades e do Prefeito Ely Marcos Rodrigues Batista.


Falar de leitura é sempre um prazer e acrescentar a essa fala, a divulgação de meu livro Lia sempre lia, muito mais emocionante. O bacana foi perceber ao final que após apresentação do livro, muitos queriam vê-lo, ou usá-lo na simulação dos exercícios de empréstimo. Essa ação, que consiste em ensinar como realizar empréstimos, faz parte da metodologia utilizada pelo programa de capacitação dos agentes de leitura.  


As imagens abaixo refletem um pouco da emoção que percebi nas pessoas que receberam os acervos contidos nas Arcas (livros e revistas). As crianças se encantaram com os gibis da Turma da Mônica e com os demais livros infantis. Ao final, era possível perceber que adultos e crianças se mostravam motivados em meio aos livros alegres e coloridos.



O Arca das Letras esse ano completa dez anos de existência e chega a essa idade levando um modelo de biblioteca com acervos formados por livros de áreas técnicas, didáticas, acervos literários e infantis, bem como a proposta de acesso à informação para as populações que vivem no campo.


Claro que no ensejo, tive a oportunidade de buscar a biblioteca pública do município, mas infelizmente não havia biblioteca. Segundo declarações dos moradores de Oeiras e até mesmo do próprio prefeito Ely Marcos Rodrigues Batista, a situação é que um ex-vereador se apossou do imóvel onde outrora era a biblioteca. De acordo com o Ely, sua administração segue lutando para reaver o espaço. Postarei imagens sobre o local numa outra oportunidade.



Não poderia deixar de agradecer a família de Catarina Negrão, que nos recebeu em sua casa e ofertou não apenas abrigo e uma deliciosa refeição, mas atenção e solidariedade. Muito obrigada!


O Arca das Letras é um Programa vinculado ao Ministério do Desenvolvimento Agrário – MDA e ao Programa Nacional do Crédito Fundiário – PNCF. Desde 2003 vem atuando de forma a promover a criação de pequebas bibliotecas em comunidades do meio rural do Brasil.

Fotos: Soraia Magalhães e Catarina Negrão
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

3 comentários

Clique aqui para comentários
Obrigado pelo seu comentário