BIBLIOTECAS E TURISMO


Receber amigos, retribuir carinhos e ampliar conhecimentos, esse post não objetiva centrar especificamente em uma biblioteca, mas nos encontros que pode nos levam aos lugares que mais amamos, dentre os quais as bibliotecas. 

Na visita das amigas Cristina Oliveira e Teresa Oliveira  por Salamanca, fizemos um percorrido por vários espaços da cidade e as bibliotecas tiveram seu momento de encanto turístico.  Inclusive na imagem que abre o post, que representa uma biblioteca em uma das garagens da Galeria Urbana do Barrio Del Oeste. Essa é minha favorita. 


E como estando em Salamanca não falar, mostrar, apresentar a Casa de las Conchas, com seu majestoso edifício? Essa Biblioteca tão emblemática para a cidade, fez parte do passeio, onde percorremos, fotografamos e brincamos em seu interior. Sim, vale a pena conhecer seu espaço ruidoso, mas tão vivo.

Minhas amigas chegaram em um domingo (ficaram por 4 dias), as bibliotecas estavam fechadas, mas  nesse dia aproveitamos para fotografar por fora tanto a Casa de las Conchas, como o edifício da Biblioteca Municipal Gabriel y Galán que reluzia diante do azul do céu primaveril.


As viagens por cidades europeias surpreendem pelas distâncias. Por exemplo, saímos de ônibus, para visitar Zamora, e em pouco mais de 1 hora estávamos nessa encantadora cidade que se destaca por sua arquitetura românica. Me evocou saudade de Portugal. 


A visita à Biblioteca Pública de Zamora, foi rápida, mas o suficiente para percebê-la bonita, ampla em espaço e acervo, cheia de serviços, usuários e pessoal afável.


Instalada em edifício onde outrora funcionou um antigo convento, foi remodelada aliando conservação do patrimônio histórico com novos ambientes. Olha o altar ali atrás.

A área infantil da Biblioteca é lúdica, ampla, colorida, criativa. A Biblioteca em si é muito especial, por isso deixo aqui o site oficial BIBLIOTECA PÚBLICA DE ZAMORA para facilitar quem quiser buscar mais sobre seus ambientes. 


E tem espaços e encontros nessa biblioteca, como esse reservado para livros voltados para o caminho de Santiago de Compostela. 


Poderia contar muito mais sobre as riquezas observadas, porém o tempo que disponho é curto. Mas vale a reflexão sobre a importância das bibliotecas públicas para o turismo. Eu creio que nós bibliotecárias e bibliotecários temos sido negligentes nesse sentido. 



Agradeço às queridas Cristina e Teresa por esses dias memoráveis e pelas belas fotos (havia esquecido o cartão de memória de minha câmera fotográfica), agradeço especialmente a Asun Almuina que foi de uma simpatia enorme, bem como todos os funcionários da Biblioteca que nos atenderam sempre com sorrisos. Isso não tem preço. 

Esse post está dedicado a Cristina e Teresa, um carinho para recordar esse tempo de primavera.


Fotos: Cristina Oliveira e Teresa Oliveira
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário