MONDRIAN E O MOVIMENTO DE STIJL: CCBB - BH


Geralmente não coloco foto minha no início de um post, contudo nesse caso não resisti, tendo em vista o apelo de interação da exposição Mondrian e o Movimento De Stijl, que está aberta a visitação gratuitamente no Centro Cultural Banco do Brasil - CCBB, em Belo Horizonte, até 26 de setembro de 2016.

Logo na entrada, há uma enorme cadeira de madeira pintada em vermelho, azul, amarelo e preto. É uma reprodução da cadeira famosa do arquiteto e designer Gerrit Rietveld, conhecida como Vermelho e Azul. Quase todo mundo que passa pela exposição quer uma foto nessa cadeira que foi instalada ali justamente para isso. Eu também quis, claro.


...E não para por ai! Dinâmica e interativa a exposição oferece outra possibilidade criada pela curadoria para efetivar registros, como por exemplo junto a reprodução de uma famosa obra de Mondrian. A tela ao fundo aparece sem cor, contudo, ao posicionar o telefone celular em um dispositivo aparece cores. Não me pergunte como...tem que ir lá para conferir.


Sobre a Mostra, conforme destaca o site do CCBB, consiste em um:
Panorama que apresenta pinturas, desenhos de arquitetura, maquetes, mobiliário, documentários, publicações de época e fotografias de artistas do movimento da vanguarda moderna holandesa, conhecido como De Stijl (O Estilo), iniciado como revista em 1917 e que teve como ícone o pintor Piet Mondrian. Esses artistas elaboravam um tipo de “arte total”, usando cores primárias para criar obras sem restrições, claras e limpas, como eles imaginavam o futuro. A exposição mostra o percurso de Mondrian da figuração à abstração.
Cheia de cor e informações Mondrian e o Movimento De Stijl tende a agradar crianças e adultos! O espaço infantil é muito especial.



No dia em que realizei a visita haviam várias crianças experimentando as atividades propostas e elas estavam muito a vontade.


Mas fique esperto, na maioria das salas existe todo um controle sobre as preciosidades ali contidas, inclusive se sua bolsa for grande tem que colocar no guarda-volumes, afinal são aproximadamente 100 obras em exposição e desse montante 30 são de Mondrian.


A imagem acima é da verdadeira cadeira Vermelho e Azul, do arquiteto e designer Gerrit Rietveld!


Fica a dica para quem estiver em Belo Horizonte que aproveite para apreciar a exposição Mondrian e o Movimento De Stijl, no CCBB. Eu não conhecia nada sobre o pintor holandês e sua trajetória, bem como sobre a efervescência causada pela revista De Stijl que uniu artistas designers e arquitetos. Essa exposição e toda a experiência foi uma boa aula!


A ilustração acima criei alguns dias depois de ter feito esse post. A inspiração veio do conjunto das informações obtidas durante a visita e o desejo de registrar algo que gostei muito. A "Bibliotecária" em meio as cores e livros com telefone em uma das mãos é uma homenagem a minha amiga Maria Ivanilde, que não é bibliotecária; foi a forma que encontrei para lhe dizer por "telefone" que estava sentindo saudade. 

Fotos: Soraia Magalhães
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário