BIBLIOTECA SEM PAREDES para CAÇADORES DE BIBLIOTECAS

 

Que sensação boa chegar em casa, depois de uma viagem e ver em minha mesa um pequeno envelope, datado de 24 de novembro de 2020. 

Confesso que já sabia o que continha, mas a sensação de abrir o pequeno embrulho trouxe vários sentimentos, dentre os quais a sensação de carinho não apenas pelo objeto recebido, mas o elo que ficou de um breve encontro originado no Bibliocamp Rio, em 2015 que reuniu uma turma apaixonada por bibliotecas, ações bibliotecárias e livros, e, dentre essas pessoas, estava o Charles Farias.

Charles é o criador do projeto Biblioteca Sem Paredes, que tem por missão: 

Doar livros, propagando o conhecimento e ampliando o horizonte do maior número de pessoas, essa é a nossa missão.
Como gosto de colecionar marcadores de livros, um dia pedi ao Charles um de seus marcadores e ele mais que isso, me disse que mandaria um livro que achasse que combinava com meu gosto. O tempo passou, viajei muito, mas sempre ficava a ideia no ar.

E foi assim, que em novembro de 2020, em plena pandemia e estando em Belo Horizonte, Charles me disse que meu livro estava a caminho. Dessa vez, porém ainda tivemos que esperar mais um pouquinho, pois havia viajado para Manaus e só agora, final de janeiro de 2021 pude ter essa beleza de publicação em minhas mãos. 

O post é apenas para parabenizar ao Charles e todos os envolvidos no Biblioteca sem Paredes pelo belo trabalho que visa gerar acesso a livros livres, estimulando o gosto pela leitura e pelo desprendimento desses objetos tão queridos. 

Agradeço muito por essa bonita edição do livro Poemas Religiosos e alguns libertinos, de Manuel Bandeira, da COSACNAIFY.

Vai constar entre meus livros que tem além de suas próprias histórias, outra história agregada. 


Fotos: Soraia Magalhães

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário