LA MÉDIATHÈQUE - CASABLANCA - MARROCOS


Se chama La Médiathèque ou Biblioteca da Mesquita Hassan II, surpreendente espaço biblioteconômico localizado na área mais emblemática da cidade de Casablanca, no Marrocos.


Preparei o vídeo acima para dar melhor visão sobre os espaços, confira!


A Biblioteca foi inaugurada em 2010 e faz parte do complexo arquitetônico da Mesquita Hassan II, a maior do Marrocos e 13ª maior mesquita do mundo. Localizada com vista para o Oceano Atlântico, sua suntuosidade nos faz sentir pequeninos. 



O empreendimento da Biblioteca foi realizado ao custo de 200 milhões de dírhams, o equivalente a 70 milhões de reais (mesmo valor investido na Biblioteca Parque do Rio de Janeiro), em Euro, cerca de 18 milhões. O certo é fizeram um espaço físico arquitetônico muito bem dotado, bem como possui excelente estrutura de mobiliários, equipamentos e acervos.


O espaço compreende 12.400 m2 divididos em três andares. Desde a área de entrada o ambiente inspira boa impressão.


Uma rotunda oferece boa visão entre os andares criando aproximação entre as demais áreas da Biblioteca. 


O espaço possui auditório com capacidade para receber mais de 200 pessoas, bem como outras salas para conferências, sala para exposições, vários salões de leitura, computadores com acesso a internet, Wifi com acesso aberto e amplas áreas destinadas ao acervo. .


Peter e eu gostamos especialmente do espaço infanto-juvenil que possui mobiliário atraente que tende a encantar pela junção do colorido presente nas capas dos livros, bem como pelos títulos. Aliás, ali encontrei vários títulos que adoraria ler em português, mas que na maioria das bibliotecas das pequenas cidades do Brasil, não poderemos encontrar, não por que não tenham sido traduzidos, mas por que não foram comprados...


Visitamos La Médiathèque, por volta das 11 da manhã, por essa hora haviam poucos usuários. Mas também é preciso deixar claro que o acesso não é gratuito. Para utilizar os serviços, o ambiente e o acervo é preciso fazer uma inscrição e pagar uma taxa.


Conforme informação obtida no site Maghress sobre a Biblioteca na época de sua inauguração, os valores para acesso aos serviços estavam assim definidos: 
A Biblioteca de Mídia está acessível a todo o público a partir dos 3 anos de idade. Nesta perspectiva, oferece serviços diferentes. Uma fórmula de cartão foi recomendada para este propósito. Assim, um cartão para jovens destina-se ao público de 3 a 17 anos contra um preço de 200 DH anual. Permite o empréstimo de três documentos por 10 dias. Um segundo cartão é oferecido ao público adulto a partir de 18 anos contra a soma de 250 DH anual. Para as famílias, a biblioteca de mídia reserva uma oferta especial chamada cartão de família contra 500 DH.  (tradução livre). 
Utilizamos os serviços gratuitamente. Havíamos nos identificado como Caçadores de Bibliotecas e assim tivemos o privilégio de conversar com a Bibliotecária Majda Zakar que nos atendeu de maneira muito amável, autorizou realizar as imagens fotográficas, bem como nos apresentou informações necessárias e nos deixou depois muito a vontade.


Majda Zakar fala além de francês, árabe, também inglês. Profissional muito simpática e que disse amar a Biblioteconomia. 


Uma coisa bacana que observamos era que haviam várias crianças lendo, pegando livros, fazendo uso do espaço!


O acervo está contido em grande maioria em língua francesa e árabe. 


É uma biblioteca com excelente iluminação, algumas janelas dão acesso a deslumbrante visão para a Mesquita Hassan II.


São desenvolvidos vários serviços para o público infantil!, inclusive hora do conto...


A Biblioteca tem diversos espaços como na foto acima, que possibilita reunião de pequenos grupos.


É uma Biblioteca muito bonita e como é muito grande aqui estão apenas alguns recantos captados. Nas áreas superiores estão reunidas muitas estantes e grande parte do acervo.


Não era possível perceber a presença de muitos funcionários, mas em cada um dos andares em algumas bancadas havia alguma pessoa em seu posto. Os funcionários eram sempre muito gentis.


Nossa visita teve uma duração de duas horas e meia tendo em vista que além de entrevistar a bibliotecária, percorrer todo o espaço, fotografar, apreciar os livros infantis, ainda ficamos ali utilizando nossos computadores.


Na imagem abaixo, o espaço reservado para exposições de obras artísticas. Também pudemos apreciar gratuitamente tudo que estava em exposição.


Já vivi agradáveis surpresas quando na busca por conhecer espaços de bibliotecas e uma das mais interessantes aconteceu em Casablanca, tendo em vista que não sabia absolutamente nada sobre essa Biblioteca. O que buscava encontrar na verdade era uma biblioteca pública comum a todos, na verdade não cheguei a saber se havia. 

Causa estranheza que o acesso a um lugar como esse não seja gratuito seguindo o que pregoa o Manifesto da UNESCO para bibliotecas públicas...

Claro não é uma biblioteca pública e sim a biblioteca da Fundação da Mesquita Hassan II, mas o certo é que o lugar está cheio de oportunidades e creio poderia ajudar a melhorar a qualidade de vida de muitos minimizando o quadro de desigualdades sociais que é visível em Casablanca. 


Conforme se pode observar no cartaz, La Mediatheque oferece uma programação cultural diversificada, inclusive voltada para públicos de todas as idades. 


No dia 30 de novembro de 2017, completará um ano que Peter e eu estivemos em Casablanca e visitamos La Médiathèque. Realmente fico contente por fazer esse registro não só para apresentar o espaço, mas também para agradecer mais uma vez a bibliotecária Majda Zakar por sua atenção, bem como por ter me dado de recordação um cartão de usuária da biblioteca para minha coleção. Ele agora faz parte de um dos mais valiosos. Muito grata.


Fotos: Soraia Magalhães e Peter Janzon
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário