BIBLIOTECA PÚBLICA DE NITERÓI - RIO DE JANEIRO


Que belíssima biblioteca pública possuem os moradores de Niterói! Há poucos dias, tive o privilégio de conhecer o espaço que integra harmonia física com funcionalidade em acervo e serviços.


Localizada na Praça da República, ocupa com outros importantes prédios, um destacado espaço arquitetônico na área central da cidade, numa edificação que me encantou ainda mais por trazer impressa em sua fachada o nome BIBLIOTECA PÚBLICA. Construído entre os anos de 1927 à 1935, possui cerca de 1500 m2 de área e abriga também a sede da Academia Fluminense de Letras.


A Biblioteca Pública de Niterói, por muitos anos esteve em estado de abandono, contudo após um processo de restauração foi reinaugurada no dia 07 de julho de 2011. Com valor investido em torno de R$ 7 milhões oriundos do governo do Estado, em parceria com o Ministério da Cultura, o local agora se apresenta primoroso.


Passei quase três horas no interior da Biblioteca conhecendo pessoas e espaços. Fui absolutamente bem recebida pela Diretora da BPN, Maria da Glória Blauth que além de possuir uma simpatia contagiante, demonstra grande paixão pelo trabalho que já realiza há mais de 38 anos. Conheci vários outros colegas bibliotecários e vi de perto usuários e ações. Uma manhã muito especial.


Por conta dessa visita, devo dizer que senti grande simpatia e admiração pelas ações da Superintendência da Leitura e do Conhecimento - SEC e pela pessoa de Vera Saboya, pois ao assistir sua fala no Bibliocamp soube dos outros projetos que virão para engrandecer o acesso a informação na cidade do Rio de Janeiro.


A Biblioteca Pública de Niterói, segue a mesma filosofia da Biblioteca Parque de Manguinhos, ou seja, visa oferecer ambientes modernos (mesmo funcionando em um prédio histórico), já que são adaptados para tal. Nessa linha, aproveita espaços, oferece acesso livre às estantes, serviços de empréstimos domiciliar, acesso a internet, acervos de música e filmes, livros e novidades presentes nas mais modernas livrarias e muito mais.




Como Biblioteca Pública segue as recomendações do que determina o Manifesto da Unesco para bibliotecas públicas, está atenta a oferecer serviços para todos, desde portadores de necessidades especiais, crianças, jovens, adultos e idosos. Uma biblioteca para inspirar outras cidades!



 Senti uma grande afinidade com Maria da Glória Blauth (parecia que nos conhecíamos a anos). Para ela, que me apresentou além da Biblioteca, a obra do poeta amazonense Renato Augusto Farias de Carvalho, dedico essa postagem!



A Biblioteca Pública de Niterói funciona de terça à sexta, de 10h às 20h, e aos sábados e domingos, de 10h às 16h.

Fotos: Soraia Magalhães
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

4 comentários

Clique aqui para comentários
Obrigado pelo seu comentário