DOUTORA, COM NOTA SOBRESALIENTE "cum laude"


Faz 10 dias que fechei um dos ciclos dos mais importantes da minha vida acadêmica com a defesa da tese doutoral "Bibliotecas Invisíveis: Sistemas, cidades e representações sociais de bibliotecas públicas no estado do Amazonas, Brasil, realizada junto a Universidade de Salamanca, no dia 27 de outubro de 2021. 


Orientada pelos Professores José Antonio Frías e Oswaldo F. Almeida Junior, tive a alegria de receber nota sobresaliente "cum laude", que corresponde no Brasil ao 10 com louvor. Esse momento me levou as lágrimas, pois evocou o tanto de solidão e trabalho que enfrentei para chegar ao final. 


Com tribunal formado pela Professora Dra. Rosa San Segundo Manuel, da Universidad Carlos III de Madrid, pelo Professor Dr. Carlos Guardado da Silva, da Universidade de Lisboa e pelo Professor Dr. Críspulo Travieso Rodríguez, da Universidade de Salamanca, apesar da tensão que envolve o ritual de leitura da tese, todo o processo foi marcado por emoção. 


Foi uma alegria ter tido a presença de meu companheiro Peter Janzon e outras pessoas queridas que sei, torceram para que esse momento chegasse ao fim, com êxito. 

Encerro esse pequeno post apresentando em forma de imagem, o texto publicado no Diarium USAL, sobre minha defesa de tese, a qual 'printei' para poder guardar o momento, que foi valioso. 




A vivência de um doutorado em uma Universidade fora do Brasil e a realização em torno da nota alcançada foram absolutamente significativas, mas também a concretização da missão de apresentar a invisibilidade e pouco entendimento sobre as bibliotecas públicas nas cidades do estado do Amazonas, me trouxe enorme realização. 

Agora terei tempo para o blog Caçadores de Bibliotecas e pretendo reformular muitas coisas.

A luta por bibliotecas públicas continua!


Fotos: Peter Janzon e outros
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário