LARGO DE SÃO SEBASTIÃO, CASA ALUGADA ABRIGA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE MANAUS


O prédio da Biblioteca Pública Municipal João Bosco Pantoja Evangelista, teve suas portas fechadas no dia 08 de agosto de 2011 e desde aquele ano, seu acervo foi transferido para uma casa alugada no Largo de São Sebastião, permanecendo no mesmo espaço ainda nos dias atuais (foto acima).


O ambiente, apesar de bonito por fora é inadequado para atender as demandas de uma biblioteca pública e creio, poucos visitam o espaço (sempre que estou na cidade e vou ao local há poucos usuários).

Em 2015, porém tive a oportunidade de ver o ambiente com muitas pessoas, numa ação cultural realizada inclusive no horário noturno. O evento comemorava o Dia Internacional da Mulher e contava com a participação de mulheres que admiro, dentre as quais: Ana Peixoto, Franciná Lira, Marisa Sá e outras.


Na atual visita, realizada em 15 de janeiro de 2018, soube que a direção da Biblioteca está sob os cuidados da bibliotecária Silene Batista que organizou uma exposição fotográfica com escritores amazônicos, apesar disso, no dia da visita não havia nem um usuário no local...uma pena. 


A Prefeitura de Manaus deveria realizar investimentos no local, além de buscar junto ao IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) acelerar a burocracia que envolve a reforma da biblioteca. Veja na imagem abaixo e estado de abandono do prédio oficial da Biblioteca Pública Municipal de Manaus.


As condições das bibliotecas públicas na cidade de Manaus não são das melhores, nesse caso em específico, a Prefeitura deveria além de reformar o edifício oficial, criar estratégias para recuperar  o público que ao longo dos anos foi se distanciando...

Faltam investimentos para atender as crianças, bem como todos os que buscam por computadores com acesso a Internet, e sinal de Wi-Fi, além de ser absolutamente necessário dotar o espaço com bom acervo...especialmente com muitos livros de literatura. É preciso investimentos pois sem oferecer recursos nenhum bibliotecário poderá fazer muito.

Na rápida passagem por Manaus, visitei somente as Bibliotecas Pública Estadual do Amazonas, e esse edifício provisório e o outro em estado de abandono. O intuito é registrar o modo com que o poder público trata a formação leitora na cidade de Manaus. 

Fotos: Soraia Magalhães e Iara Magalhães
Proxima
Esta é a mais nova atual página
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário